Geoff Johns confirma a presença de Dr. Manhattan no Universo DC

No final da noite passada, Geoff Johns anunciou em uma entrevista que retornará aos quadrinhos ainda este ano com um projeto intitulado Doomsday Clock. De acordo com Johns, Doomsday Clock será o próximo grande passo no mistério do Rebirth, após a conclusão do crossover The Button.

Agora, a DC Comics revelou mais alguns detalhes sobre o projeto, incluindo as informações que a história terá um prólogo de quatro páginas em The Flash #22. Além disso, uma declaração de Johns parece confirmar uma teoria de longa data entre os fãs da DC Comics de que o Dr. Manhattan está envolvido com o Universo DC.

“Temática e metaforicamente, não havia escolha melhor do que usar o Dr. Manhattan”, disse Johns, confirmando que o personagem de Watchman era o ser manipulando o relógio de Wally West no final de DC Universe: Rebirth #1. “Se você vai ter um conflito entre otimismo e pessimismo, uma batalha entre as próprias forças de esperança e desespero, você precisa ter alguém que personifica o cinismo em nossos corações e também tem a capacidade de afetar todo o Universo DC. Muitos segredos serão revelados em novembro com Doomsday Clock”.

Se Manhattan é de fato a entidade responsável pelo roubo de cronologia e a criação d’Os Novos 52, não ficou claro. Apesar disso, Johns avisa aos fãs que eles não devem esperar para ver esse mistério resolvido em uma história de ação convencional.

“Nós não queríamos ver o Doutor Manhattan enfrentando o Superman em Action Comics, com todo o respeito”, explicou Johns. “Não é disso que se trata. Trata-se de algo diferente… Isso terá um impacto sobre todo o Universo DC. Isso vai afetar o passado e o futuro. Isso vai tocar a essência temática e literal da DC”.

Doomsday Clock será a primeira história em quadrinhos de Johns desde sua pausa em 2016 após DC Universe Rebirth #1. Com arte de Gary Frank, o projeto será lançado em novembro.

  • Eduardo Faria Guimarães

    Eu já vejo que esse confronto será algo parecido com o que Naruto fez,tentar convencer o inimigo por meio de diálogo,o Superman mostrará toda a sua carisma e seu otimismo para o Manhattan e ele desiste de seus planos de controlar o Universo DC.

    Pelo menos é o que fica explícito com essa declaração do Geoff Johns.