Doomsday Clock #1 vai apresentar o retorno de Rorschach

Seguindo a apresentação do painel de Doomsday Clock na New York Comic Con, a DC Comics revelou uma pré-visualização de seis páginas em preto e branco do primeiro capítulo da minissérie que finalizará a Iniciativa Rebirth. Escrito por Geoff Johns e ilustrado por Gary Frank, Doomsday Clock colocará Superman e os heróis do Universo DC em um confronto com Dr. Manhattan e, possivelmente, outros personagens de Watchmen.

Se passando em 1992, Doomsday Clock apresenta o mundo após os eventos de Watchmen, onde descobrimos que o plano de Ozymandias para salvar a humanidade falhou. O diário de Rorschach, que expôs a trama, foi publicado e verificado e Adrian Veidt se tornou um fugitivo da justiça. Protestos eclodem pela América e o vice-presidente assassinou o procurador-geral. O presidente – que não é nomeado, mas se presume ser Ronald Reagan ou George H.W. Bush – está lutando contra uma crescente onda de conflitos internacionais, incluindo a invasão russa à Polônia e a ameaça nuclear da Coreia do Norte.

Manhattan não é visto desde o desastre de Nova York. Coruja e Espectral desapareceram e um noticiário afirma que Rorschach também não foi encontrado. Morto pelas mãos de Dr. Manhattan, o vigilante é visto algumas páginas depois confrontando um prisioneiro.

A sequência de abertura da edição apresenta um estranho quebra-cabeça: balões recordatórios parecidos com os de Rorschach em Watchmen que lamentam que a humanidade teve uma chance nos dias após o falso ataque alienígena de Veidt, mas que eles estragaram tudo. Esse é um sentimento estranho para partir de Rorschach, que foi enfático na sua recusa pelo plano. Ele deixou Manhattan matá-lo ao invés de manter os segredos de Ozymandias.

Então, o que mudou? Talvez a resposta seja uma possível ressurreição, ou até mesmo uma passagem de manto.

Doomsday Clock levanta um questionamento interessante: qual o público alvo? Os quadrinhos de super-heróis da editora costumam ter a censura livre ou recomendada apenas para maiores de 13 anos. Mas muitos termos vistos no preview de Doomsday Clock indicam que a história apresentará uma trama madura, diferente do que é apresentado comumente.

Há também o misterioso raio-x na abandonada base do Ártico de Ozymandias. Durante o painel, Johns descreveu isso como o raio-x de um tumor. Sabemos que Veidt desenvolvia experimentos genéticos, então o que acontecia nesse laboratório? O tumor é do próprio Veidt?

O preview é tentador e aumenta exponencialmente o hype ao redor de Doomsday Clock. Mas para obtermos todas as respostas, teremos que esperar um pouco mais.

Escrito por Geoff Johns e ilustrado por Gary Frank, Doomsday Clock #1 tem data de lançamento marcada para 22 de novembro.

  • O Homem do QI200

    Sério, muitos tão torcendo pra que chegue logo Novembro por causa do filme da LJ, mas eu estou ansioso mesmo é para essa HQ, espero que saia uma coisa verdadeiramente grande e épico.