Dark Nights: Metal – Os segredos do Multiverso Sombrio

A descoberta do Multiverso Sombrio é uma das maiores mudanças para a cosmologia do Universo DC desde que o Multiverso foi restabelecido dez anos atrás em 52. Enquanto o Multiverso possui uma estrutura e ordem, o Multiverso Sombrio é um distorcido mar com os piores pesadelos da humanidade, formado de mundos caóticos fadados a serem destruídos. Ao longo de Dark Nights: Metal nós tivemos vislumbres do Multiverso Sombrio e tivemos a oportunidade de observar elementos que podem decifrar o mistério para a compreensão desse novo conceito.

Para entender o Multiverso Sombrio precisamos entender o Multiverso DC. Basicamente, na mitologia da DC Comics, existiam infinitos universos, então veio Crise nas Infinitas Terras e todas essas Terras foram combinadas em apenas uma. Vinte anos depois, após Crise Infinita, o Multiverso voltou, só que dessa vez com um número limitado de 52 Terras. O Multiverso que vemos atualmente é ligeiramente diferente de sua versão pré-Flashpoint, mas similar em conceito.

Grant Morrison forjou e catalogou as Terras do Multiverso em The Multiversity. Morrison não apenas estabeleceu 52 mundos, como também uma lógica de posicionamento dessas Terras em um mapa. Por exemplo, a Terra-20 – lar da Sociedade dos Super-Heróis – é diretamente oposta à Terra-40 – casa de seus homólogos, a Sociedade dos Supervilões. A Terra-10 nazista é oposta à Terra-5, colocando as aquisições da Quality Comics e Fawcett Comics em lados opostos do mapa. E por aí vai.

O Multiverso Sombrio parece ser um lugar sem ordem, mas olhando paras as designações negativas de cada Terra dos Cavaleiros das Trevas, surge um padrão. Drowned – a versão feminina do Batman amalgamada com Aquaman – foi listada como vindo da Terra -11, um universo no qual os gêneros são trocados. A Terra-11 do Multiverso regular também é um mundo de gêneros invertidos – lar da Superwoman e da Aquawoman. Analisando os outros mundos negativos catalogados nas páginas dos tie-ins de Metal, fica clara uma conexão.

Dawnbreaker é o Bruce Wayne da Terra -32 que recebeu um anel de Lanterna Verde. Já no Multiverso positivo, a Terra-32 é o lar dos Titãs da Justiça, que incluem o Super-Marciano, Aquaflash e, coincidentemente, Bat-Lanterna. Murder Machine é da Terra -44 e é um Batman que se tornou um ciborgue a partir de uma inteligência artificial desenvolvida com a consciência de Alfred. A Terra-44 regular é a Terra em que Will Tornado criou a Liga Metálica de robôs super-heróis, incluindo o Batman de Ferro.

A teoria funciona para três dos sete Cavaleiros, mas encontra alguns obstáculos no caminho. Merciless – o Batman que se tornou o Deus da Guerra – é da Terra -12, enquanto a Terra-12 é o mundo do Batman do Futuro. Entretanto, no mundo da Terra -12 parece que houve um relacionamento entre Batman e Mulher-Maravilha, que reflete o Universo Animado DC que gerou o futuro de Terry McGinnis e brincou com a ideia de Bruce e Diana como casal. Além disso, é revelado que o Bruce sob o capacete é um homem muito mais velho do que o normal, refletindo o tempo real da Terra-12. É um pouco forçado, mas está no domínio da possibilidade.

O maior furo da teoria vem quando falamos do Red Death. O Batman que roubou os poderes da Força de Aceleração do Flash reside na Terra -52, mas o problema é que não existe uma Terra-52 no Multiverso estabelecido por Grant Morrison. A numeração vai do 0 ao 51, e como não existe análogo para a Terra -52, é difícil dizer se ela é baseada em algum mundo da cosmologia positiva.

Todavia, com a informação que temos, podemos adivinhar a Terra natal dos Cavaleiros das Trevas restantes. Devastator é um híbrido Batman/Apocalypse e pode vir da Terra -45, já que a Terra-45 é o lar do Superapocalypse. O Batman Que Ri é o grande líder e o mais maligno, apresentando chances de vir da Terra -3, um lugar ainda mais perverso que a Terra-3 do Sindicato do Crime.

O conceito dos Batmen malignos do Multiverso Sombrio é assustador, mas se o Multiverso Sombrio é um reflexo de sua contraparte positiva, isso inclui outros elementos do Multiverso? Existe uma versão do Sonhar no Multiverso Sombrio? – já que Sandman vai desempenhar um papel importante em Dark Nights: Metal. Existem Monitores Sombrios? Novos Deuses Sombrios? Muralha da Fonte Sombria? A crescente incerteza e imprevisibilidade é o que torna o Multiverso Sombrio intrigante, e a ideia de que lá habitam coisas mais perigosas que Barbatos e os Cavaleiros das Trevas é uma grande preocupação para os heróis do Universo DC.

Embora não seja uma Crise, Metal certamente possui muitos elementos de uma. Com todo Multiverso em jogo, podemos ver alguns reordenamentos na cosmologia da DC no futuro. Os Cavaleiros das Trevas podem ser derrotados enquanto Multiverso Sombrio ainda existir? O Batman Que Ri foi visto em posse do Guia do Multiverso, então teremos o Multiverso positivo se reunindo para lutar contra o Multiverso Sombrio? Talvez seja a hora dos heróis da DC nos visitarem na Terra-33 para encontrar as respostas que precisam para impedir a ameaça dos Cavaleiros das Trevas.

Escrito por Scott Snyder e ilustrado por Greg CapulloDark Nights: Metal #4 tem data de lançamento marcada para 20 de dezembro.

  • Klanderson Santos

    Sobre ter uma Terra 52(do multiverso sombrio), pode ser viagem minha mas vamos a teoria maluca… , foi usado a explicação de strange things para o multiverso sombrio( colocaram até o mapa de cabeça para baixo), então se o multiverso sombrio esta abaixo, podemos entender como uma versão negativa, que esta abaixo, como números numa escala de positivo para negativo
    terra 51

    terra 0

    terrra-52

    nessa logica não podemos ter versão negativa terra principal sendo ela 0, mas no lado de baixo tem que ter 52 terras(negativas), pode ser dai o motivo da terra 52 do outro multiverso, claro é só uma teoria maluca que pensei depois de ler o texto, o um furo ou parte sem logica aqui é que a terra 52 deveria ser a principal do outro multiverso sombrio para que ele fosse o total posto da terra zero.
    Num mais era isso, valeu, ficam na Paz do Senhor Morrison irmãos

    • In Nomine Satanas

      Boa !!!

    • Neo

      Esses números negativos me lembram do Universo de Anti-matéria, que não é bem aproveitado.

  • In Nomine Satanas

    Ja que os conceitos do Morrinson estão sendo levados em conta aquele tal Multiverso 2 citado pelo Mão Vazia no final de Multiversity não seria o Multiverso sombrio ?, lembram das palavras finais dele ? “Minhas legiões aguardam meu comando. Elas se alimentam e se fortalecem da carcaça de nossa mais recente vitima o Multiverso 2” , no mais é so isso galera me desculpem os devaneios, e informaçoes refuntando ou concordando com minha teoria maluca sempre sao bem vindas abraço !!!

  • A.S.S

    Convergência trouxe o fim dos 52mundos e a volta do multiverso infinito