[ASILO ARKHAM] As origens de Dick Grayson

Robin3Olá Gloriosos Leitores! Como de costume, nessa última sexta-feira do mês temos um artigo fresquinho da Coluna Asilo Arkham. Desta vez o artigo é sobre ninguém menos que Dick Grayson, o primeiro Robin – e, posteriormente, Asa Noturna!

Dick Grayson surgiu em abril de 1940, na revista Detective Comics #38. Na trama, ele é apresentado como o filho talentoso de um casal conhecido como os Grayson Voadores, trapezistas do Circo Haley. O garoto então ouve dois bandidos tentando extorquir o dono do circo, o Sr. Haley, ameaçando que um “acidente” aconteceria se ele não lhes pagasse. No dia seguinte, enquanto os pais do garoto – John e Mary Grayson – apresentavam seu incrível salto triplo no trapézio do circo, as cordas se soltaram sem motivo aparente, culminando na queda que tirou a vida dos pais de Dick – que assistiu a tudo, horrorizado.

Batman abordou o garoto e lhe contou que a cidade estava dominada pelo assassino de seus pais, Zucco, o chefe da máfia. Batman percebeu que o garoto tinha necessidade de se vingar e o levou para a Batcaverna, onde, a luz de uma vela, o rapaz fez o juramento de combater o crime. Após algumas aulas de boxe e de jiu-jitsu, nascia Robin, o Menino-Prodígio.

A dupla dinâmica então derrota Zucco e, consequentemente, sua organização. Robin, já demonstrando excelentes características para se tornar um combatente do crime, usa seu famoso estilingue e suas habilidades acrobáticas para impedir que Zucco provocasse um incêndio. Por fim, Robin eliminou o criminoso ao derrubá-lo de uma viga.
Assim como a origem de Batman, a origem do primeiro Robin não sofreu grandes mudanças através das décadas. Contudo, alguns elementos foram alterados e outros, acrescentados – com destaque para as origens apresentadas em Batman: Ano 3 e Batman: Vitória Sombria. A principal mudança foi o não-assassinato do vilão no final da história – porém isso não significa que ele saiu ileso.

Batman - Dark Victory 009-004

Batman: Ano 3 mostra alguns detalhes da infância de Dick e como Bruce Wayne se tornou tutor do garoto. Após a morte do casal Grayson, Dick vai parar em uma instituição para crianças até Alfred buscá-lo. Logo que chega na Mansão Wayne, Bruce lhe apresenta o local, inclusive a Batcaverna, onde mostra ao jovem que é o Batman e dá ao garoto o direito de escolher se quer ajudá-lo a combater o crime ou não. Dick aceita e logo começa seu rigoroso treinamento. A dupla consegue prender Zucco, e após anos cumprindo pena na prisão, ele é solto, apenas para ser baleado e morto segundos depois.

Já em Batman: Vitória Sombria, vemos que Zucco faz parte da família Maroni, e é só mais uma peça no jogo das famílias mafiosas Falcone e Maroni. Após a morte de diversos mafiosos – inclusive dos chefes Carmine Falcone e Salvatore Maroni – e a ascensão de vilões conhecidos como Coringa, Pinguim e Duas-Caras; Zucco decide utilizar o circo para transportar seu contrabando. O jovem Dick Grayson presencia toda a negociação, inclusive o momento em que Zucco ameaça a vida de seus pais. Bruce Wayne acolhe o garoto, revela sua identidade secreta a ele e o treina. Após ambos conseguirem juntar as provas, a Dupla Dinâmica vai ao encalço do mafioso, que morre durante sua fuga.

Nas três versões citadas, o final para Anthony Zucco não foi feliz.

Ano 3 e Vitória Sombria também nos dão detalhes sobre a infância e o treinamento de Dick Grayson, ao mesmo tempo que mostram a relação do garoto com Bruce Wayne e a figura de Batman.

Em Batman: Ano 3, Dick se identifica com Bruce Wayne por conta do assassinato de seus pais, e logo que o garoto chega na mansão Wayne, Bruce o leva à Batcaverna e se apresenta como Batman. O Homem Morcego então afirma ao jovem que a cidade é corrupta e cheia de criminosos, que a polícia não consegue detê-los e que Batman é o único capaz de ajudar os homens da lei, mas não sozinho. É neste momento que o Cavaleiro das Trevas faz o convite ao garoto para se tornar um combatente do crime. Dick, de cara, aceita o convite. O seu treinamento incluiu o aprendizado nas artes marciais, musculação, criminologia e psicologia forense, investigação, dedução e o conhecimento através das novas tecnologias.

Finalizando o treinamento, Bruce cria um traje inspirado na roupa usada pela família Grayson no circo e entrega ao jovem, que a partir dali se torna Robin, o Menino Prodígio. Quando o garoto vê o uniforme, Batman deixa claro suas intenções para ter trazido o jovem para sua vida oculta: “Minha guerra tem sido solitária! Às vezes, me sinto tragado por ela! Ande na lama e você acaba sujo! Talvez eu precise me lembrar do por que estou lutando!”.

Em Batman: Vitória Sombria, o jovem Dick Grayson apresenta dificuldade em se adaptar à vida na mansão Wayne e ao modo de vida de Bruce, que nunca está presente, principalmente à noite. Esses fatores, aliados à solidão e aos sentimentos de revolta e vingança do garoto acabam se tornando problemas, pois Dick vai atrás de Zucco, mas acaba capturado por um dos capangas. Por sorte, Batman intervém a tempo. Após salvar o garoto, Batman o leva à Batcaverna e lhe oferece ajuda. Após o jovem lhe questionar o porquê dele se importar tanto, já que Bruce Wayne, que era seu tutor, não se importava com ele, Batman revela sua identidade e eles iniciam o treinamento.

Dick treinou artes marciais, principalmente utilizando uma Bo (arma japonesa que é basicamente um pedaço de pau, geralmente feito de bambu, que mede entre 180 cm a 210 cm), além de participar e auxiliar ativamente Batman nas investigações. Dick se sentia pronto para atuar como parceiro de Batman, porém o Homem Morcego o impediu, até ter a Batcaverna invadida pelo Duas-Caras, Coringa, Sr. Frio e Hera Venenosa. No decorrer da invasão, o garoto surgiu vestido com seu traje de Robin e contribuiu para que os vilões fossem derrotados. No final, vemos ambos fazendo o juramento e Dick decide ser chamado de Robin.

Batman - Dark Victory 013-047

Em ambas as histórias, podemos ver todo o potencial de Dick, como lutador, acrobata e detetive.

Em The Brave and The Bold #54, de julho de 1964, temos a primeira união dos três populares parceiros mirins: Robin, Aqualad e Kid Flash, na história que foi a prova de fogo para o lançamento da revista do novo grupo de heróis da DC Comics, Teen Titans. Na trama, os jovens heróis conseguem resgatar todos os adolescentes de uma cidade, cada um provando seu real valor. Quase dois anos depois, em fevereiro de 1966, temos a estreia dos Jovens Titãs, formados pelos três jovens já citados e a Moça-Maravilha. O Governos dos EUA pediu aos quatro heróis para que se tornassem membros oficiais da Força da Paz, assim eles poderiam prestar ajuda nas montanhas Xochatan, localizada na América do Sul, onde um gigantesco conquistador de metal estava causando estragos em uma barragem.

Em Batman #217, de dezembro de 1969, Dick Grayson se formou no ensino médio e foi para a Universidade Hudson. Sozinho, Batman decidiu que era hora de um recomeço, fechando a Mansão Wayne e se mudando para o arranha-céu da Fundação Wayne. A nova série da equipe de jovens heróis, The New Teen Titans, foi um marco na história dos quadrinhos, pois apresentou uma caracterização inovadora para seus personagens e enredos épicos. Na trama, os antigos integrantes Robin, Kid Flash e Moça-Maravilha se juntaram à Mutano, Estelar, Ravena e Ciborg. Ravena recruta os demais membros da equipe para enfrentar a ameaça extraterrestre dos Gordanianos e libertar sua princesa, a Estelar. Na edição #4 da revista, com a participação da Liga da Justiça, Robin se revoltou contra Batman.grayson01

Dick Grayson chegou a se aposentar da carreira de Robin (The New Teen Titans #39 – fevereiro de 1984), por estar descontente com o papel que representava como Menino Prodígio, até retornar em Tales Of The New Teen Titans #44 (julho de 1984), como Asa Noturna, durante o maior clássico da história dos Titãs, O Contrato de Judas. Na história, um dos membros da equipe, Terra, se revelou uma agente dupla a mando do Exterminador, dando a ele informações de como derrotar alguns membros dos Titãs. Dick percebeu que os Titãs precisavam dele e criou um uniforme inspirado por Batman e outro de seus heróis de infância, o Superman. Inclusive, adotou um nome de combatente de crime baseado na herança kryptoniana. Asa Noturna salvou seus companheiros de equipe, em uma batalha na qual Terra não sobreviveu.

Durante algum tempo, a relação paternal e a parceria entre heróis de Batman e Asa Noturna ficou abalada, como podemos ver em Batman: Retorno ao Asilo Arkham, onde o Homem Morcego recusa por algum momento a ajuda de seu antigo parceiro. Porém, em Batman: Silêncio, o Homem Morcego, observando Asa Noturna liquidando alguns facínoras, faz uma reflexão sobre ter trazido o Menino Prodígio para sua vida e demonstra certa admiração por ele: “A primeira pessoa a quem revelei minha identidade foi Dick Grayson. Ele tinha quase a mesma idade que eu quando meus pais foram mortos. Seus pais – acrobatas de circo – também foram assassinados. E eu… Tentei fazer a diferença em sua vida. Ao longo dos anos eu continuo me perguntando se foi certo trazê-lo para meu modo de vida. Treiná-lo. Dar-lhe outra identidade para se esconder atrás. Mas eu aprendi que Dick não é como eu. Ele não veio de um mundo e privilégios”. Batman conclui que, apesar da transição de Robin para a carreira solo como Asa Noturna tenha sido difícil, ele já estava preparado, pois Dick Grayson “nasceu para estar no picadeiro central”.

KLEk9AS

E aí curtiram o artigo? Faltou alguma coisa nas origens do Menino Prodígio? Não deixem de comentar!